Dr. Rodrigo Peres
Dr. Rodrigo Peres
Fisioterapeuta Coordenador da Central da Fisioterapia
Crefito: 3/50650-F
Conheça a Central da Fisioterapia
Fisioterapeuta Tratamentos Dicas Na Mídia Fale com o Dr. Rodrigo layout separação

Os perigos do consumo abusivo de álcool

O álcool que é utilizado nas bebidas alcoólicas é cientificamente conhecido como etanol, sendo essa substancia produzida através da destilação ou fermentação de vegetais como frutas, grãos e cana-de-açúcar. Atualmente, no Brasil, a bebida alcoólica é legalizada, porém a sua venda é permitida somente para maiores de 18 anos de idade.

O efeito que o álcool pode causar varia conforme as características pessoais. Por exemplo, um individuo acostumado a consumir bebida alcoólica sentirá impactos com menor intensidade se comparado a uma pessoa que não é acostumada a beber. Outro exemplo é a estrutura física, pois uma pessoa de grande porte (altura, gordura e massa muscular) terá mais resistência aos efeitos da bebida. Também há outros fatores associados ao metabolismo, vulnerabilidade genética e estilo de vida.

As funções do cérebro são gravemente afetadas quando o álcool entra no organismo, provocando mudanças de humor, alteração no controle da motricidade, reações lentas e perda do equilíbrio. Ocorre também a alteração dos neurotransmissores, produzindo uma série de efeitos como reflexos retardos, movimentos lerdos, tremores e alucinações. A memória, autocontrole, capacidade de concentração e funções motoras são gravemente acometidas.

O álcool provoca danos graves aos nervos periféricos, como também nas células cerebrais, e isso pode se tornar permanente. Em casos de consumo excessivo, o individuo pode sofrer de coma alcóolico.

O coração também é agredido: aumenta a atividade cardíaca, eleva a pressão sanguínea ou pressão arterial, o músculo cardíaco é debilitado e causa a produção da vasodilatação periférica (pele quente e avermelhada).

O ardor estomacal acontece porque o etanol irrita a mucosa gástrica, e isso pode ser aumentado se for ingerido vários tipos de bebidas. O álcool eleva a produção de ácido gástrico, motivando inflamações e irritações nas paredes do estômago, o que pode causar hemorragias internas e úlceras. Além disso, o indivíduo corre o risco de desenvolver diabetes tipo II.

Já no sangue, a bebida alcoólica impede a produção de glóbulos vermelhos e brancos, e a falta deles faz com que o sistema imune se enfraqueça, o que aumenta o risco de infecções virais e bacterianas.

Diversas doenças estão associadas ao consumo abusivo do álcool, e a ajuda de um profissional é necessária se o indivíduo estiver em abstinência, já que o alcoolismo é um vicio e, como todos os outros, deve ser tratado. Procure sempre o auxílio de um profissional de sua confiança, e lembre-se: beba com moderação. 

 

Obrigado pela leitura!

Dr. Rodrigo Peres

 

Vídeos
Vídeos
Fotos
Fotos
Logo Central da Fisioterapia layout Home Tratamentos Dicas Na Mídia Vídeos Fotos Fale com o Dr. Rodrigo Desenvolvido por
Evernet - www.evernet.com.br