Dr. Rodrigo Peres
Dr. Rodrigo Peres
Fisioterapeuta Coordenador da Central da Fisioterapia
Crefito: 3/50650-F
Conheça a Central da Fisioterapia
Fisioterapeuta Tratamentos Dicas Na Mídia Fale com o Dr. Rodrigo layout separação

Dicas de fisioterapia contra a Bursite

A bursa é uma espécie de bolsa que fica localizada nas articulações dos ombros. Seu papel é fundamental para o bom funcionamento dessa região articular. Por conta de esforços repetitivos essa bolsa pode ser danificada. Esse dano é conhecido como bursite, causando desconforto e dor na hora de mover os membros superiores.

Os fatores influenciam em seu desenvolvimento podendo ser aguda ou crônica. O estágio em que é diagnosticada também ocupa um espaço nas suas características. As principais causas dessa doença são traumas, lesões, infecções, artrite, gota e o uso excessivo das articulações (tendinite). Ela se apresenta com mais frequência nos ombros, quadris e os pés.

Quando o indivíduo sente dores em realizar atividades simples e comuns do cotidiano, como petear o cabelo, erguer os braços para cumprimentar alguém, entre outros, as chances de que esteja com bursite são grandes.

É possível prevenir esse tipo de patologia. As medidas são simples e podem ser realizadas em qualquer momento. O melhor remédio preventivo são exercícios para essa região. Antes, porém, é preciso que um profissional seja consultado, com a possibilidade de que sejam diagnosticados problemas mais graves.

Segue as dicas de prevenção:  

  • Evite sobrecarregar as articulações;
  • Rode os ombros para frente e para trás. Faça isso, primeiramente, com cada um deles. A mesma quantidade de giros em um deve ser realizada pelo outro. Logo em seguida gire os dois ao mesmo tempo;
  • Em atividades repetitivas, tenha pausas prolongadas, realizando tarefas que exijam mais de membros;
  • Evite de carregar pesos excessivos;                                                             
  • Para quem tem o costume se usar o celular, o recomendável é que sejam usadas as duas mãos;

A frequência com que as mulheres são acometidas é maior do que os homens. Nos casos femininos a incidência se faz presente na meia idade. Independentemente do sexo e antes de realizar qualquer ação, procure um médico ou fisioterapeuta, para que o problema não se agrave.

Obrigado pela leitura!

Dr. Rodrigo Peres

Vídeos
Vídeos
Fotos
Fotos
Logo Central da Fisioterapia layout Home Tratamentos Dicas Na Mídia Vídeos Fotos Fale com o Dr. Rodrigo Desenvolvido por
Evernet - www.evernet.com.br