Dr. Rodrigo Peres
Dr. Rodrigo Peres
Fisioterapeuta Coordenador da Central da Fisioterapia
Crefito: 3/50650-F
Conheça a Central da Fisioterapia
Fisioterapeuta Tratamentos Dicas Na Mídia Fale com o Dr. Rodrigo layout separação

Como estimular o fortalecimento do tônus muscular de crianças com síndrome de down

O primeiro movimento que a criança começa a desenvolver quando está nos primeiros meses de vida é na cabeça. Esse fortalecimento contribuirá para o desenvolvimento muscular das costas, pescoço e ombros, sendo permitido que ele levante a cabeça quando estiver em qualquer posição.

No entanto, há bebês que não conseguem se desenvolver de forma natural. Existem patologias que podem influenciar diretamente nesse processo. Uma delas é a Hipotonia, que reduz o desenvolvimento do tônus muscular. Esse, por sua vez, é um tipo de ferramenta que contribui para o estado de tensão que é realizado pelos sistemas musculares.

Essa enfermidade é muito comum em crianças portadoras de Síndrome de Down. Sendo assim, seus músculos são mais moles e flácidos, dependendo do grau da doença, pois pode variar de paciente para paciente. Entretanto, seus sintomas vão diminuindo à medida que a criança cresce.

Um dos principais sintomas da Hipotonia é o baixo nível de movimentos realizado pelo portador. É fácil de ser diagnosticado, uma vez que os pequeninos ficam com os braços e pernas abertas, enquanto crianças normais muitas vezes ficam com os membros dobrados.

O que pode auxiliar no desenvolvimento muscular da criança são os exercícios realizados com a ajuda dos pais. Para tanto é preciso que os adultos brinquem com o menor a fim de estimulá-lo. Segue adiante algumas dicas:

1.Deixe a criança deitada de barriga para cima. O objetivo é fazer com que ela role de um lado para o outro. Para melhorar, você pode colocar dois objetos coloridos tanto do lado esquerdo quanto do lado direito, pois ela ficará concentrada em olhar para eles. Dessa forma, isso facilitará o processo.

2.Com a criança de bruços, deve ser colocada uma toalha enrolada debaixo do peito dela. O adulto deverá segurá-la pela coxa ou quadril e terá de empurrá-la para frente e para trás. Além disso, a criança pode se sentir com vontade de ir para frente se forem colocados brinquedos a alguns metros de distância.

3.Faça barulhos com objetos (sino, chocalho, apito, guizo, palmas), dos lados da cabeça do bebê, para que ele olhe na direção dos sons.

4.Segurando os cotovelos do bebê, o pai pode ajudá-lo a bater palmas.

5.Ajude-a deitar. Comece colocando o bebê sentado. Faça com que ela vá, devagar, caindo. O primeiro passo é fazer com que ela deite de lado, depois de costas, mas é preciso que o responsável não deixe-a desmoronar, ficando sempre atento.

Obrigado pela leitura!

Dr. Rodrigo Peres

Vídeos
Vídeos
Fotos
Fotos
Logo Central da Fisioterapia layout Home Tratamentos Dicas Na Mídia Vídeos Fotos Fale com o Dr. Rodrigo Desenvolvido por
Evernet - www.evernet.com.br